Invista no seu bem estar

Como combinar os florais de Bach e a meditação no exercício de acalmar a mente e nos fazer viver o momento presente?

Os florais trazem muitos benefícios quando atuam com a meditação, que agora faz parte das práticas integrativas do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Diariamente, entre 20 e 30 minutos, eu me dedico a meditar todas as manhãs concentrando a minha atenção na respiração. Faço isso há seis anos, pois passei a ficar mais relaxado, aprendi a observar melhor antes de agir. E agir, quando decidido, com toda a força”,

conta o Dr. Paulo Olzon, especialista em clínica médica.

O Dr. Paulo – também conhecido como Dr. Diagnóstico pelo seu programa na Band News FM – aprendeu a técnica com o Dr. Roberto Cardoso, de São Paulo, responsável pelo curso de Formação de Facilitadores de Meditação do Núcleo de Medicina e Práticas Integrativas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“A meditação altera o funcionamento e a química do cérebro. Com isso, equilibra o funcionamento do corpo, a pressão arterial e os sistemas endócrino (hormonal) e imunológico. Ajusta o sono, a atenção e a memória melhoram, as escolhas ficam mais fáceis de serem feitas, a ansiedade diminui…”

O raciocínio claro do médico obstetra Dr. Roberto Cardoso, ao enumerar as vantagens da meditação, revela a expertise e a mente harmônica de quem estuda, pesquisa, ensina e pratica a meditação há mais de 20 anos.

Força potencializada

A médica veterinária, terapeuta floral e também praticante de meditação Vera Barral, da capital paulista, diz que há uma sinergia muito positiva entre os florais e a meditação.

“Ambos nos levam ao encontro da nossa essência e a reconhecer nossa escuridão não para temê-la, mas para aprendermos a aceitar, enfrentar e lidar, sem temeridade e sem julgamento, com a nossa imperfeição”,

explica ela.

O Dr. Roberto diz que após alguns meses de prática o meditador aprende a se observar melhor. “Flagrando reações automáticas que tem sem pensar, passa a ter uma maior lucidez sobre si mesmo”, explica ele, autor de Medicina e Meditação (Ed. MG).

Ele também desenvolveu sua tese de doutorado observando as mudanças
em um grupo de mulheres grávidas que foram ensinadas a meditar.

“Houve redução da ansiedade, diminuição da tensão muscular, aumento da temperatura das extremidades, indicando uma melhora no fluxo sanguíneo. E um aumento da resistência eletrodérmica, achados que indicam relaxamento.”

Segundo Vera, os florais são muito importantes também para os meditadores iniciantes, pois vão ajudá-los em muitos sentidos (veja abaixo).

“A persistir na prática, a permanecer no aqui e no agora e a acalmar a mente.”

A terapeuta floral Vera Barral aponta as essências de Bach que auxiliam no processo e na manutenção da meditação.

Meditação de observar a respiração

Sandro Bosco, professor de ioga, palestrante e autor, ensina uma das técnicas mais tradicionais e eficazes para ser feita diariamente. Ela faz parte do seu livro Meditação para Quem Acha Que Não Consegue Meditar (Ed. Matrix).

  • Procure um lugar tranquilo onde possa ficar sozinho.
  • Você pode fazer essa meditação sentado no chão ou numa cadeira.
  • Em ambos os casos, a altura do joelho deve ser inferior à linha da cintura e as mãos acomodadas nas coxas perto do quadril. Os ombros para trás e para baixo. Mantenha os olhos fechados e relaxe as pálpebras. O pescoço fica confortável deixando o rosto numa altura nem para cima nem para baixo.
  • No chão, sente-se com as pernas cruzadas à frente (veja a ilustração acima). Coloque cobertores dobrados ou almofadas até encontrar a altura ideal para o quadril, deixando a coluna ereta sem esforço algum.
  • Na cadeira, sente-se na beirada, com os dois pés apoiados no chão.
  • Prepare o despertador para tocar dez a 20 minutos depois.O tempo que for viável a você.
  • Agora, você está pronto para meditar.
  • Foque sua atenção em perceber o movimento de entrada e saída do ar.
  • Vá seguindo esse movimento. Se você se perder, parando de prestar atenção à respiração, tudo bem! Basta voltar e segui-la novamente.

Florais para meditar

  • White Chestnut ajuda a silenciar a mente inquieta.
  • Clematis estimula o foco no aqui e no agora.
  • Impatiens traz a aceitação do nosso ritmo, sem ansiedades nem frustração, apenas praticar e praticar.
  • Gentian proporciona determinação para a prática diária.
  • Aspen ajuda a criar coragem para o empenho na prática sem temer ou criar fantasias. Afasta os medos sobre o desconhecido.

Ilustração: Sandra Javera

CONTATOS:

DR. ROBERTO CARDOSO – CONTATO@ROBERTOCARDOSO.NET

SANDRO BOSCO – WWW.SANDROBOSCO.COM.BR

VERA BARRAL – FACEBOOK VERA BARRAL-FLORAIS

Gostou desse artigo? Se quiser receber por email a 4a. edição da revista Essência Healing, clique aqui.

Para o topo