Florais de Bach e os animais: sim, todos os seres vivos podem se beneficiar

Os florais de Bach aplicados aos animais sob o ponto de vista de um grande especialista no assunto.

O espanhol Enric Homedes é reconhecido como uma referência mundial quando o assunto é florais de Bach para animais. Autor do livro Manual de Florais de Bach Aplicados Animais, nessa entrevista ele fala sobre os principais desequilíbrios emocionais apresentados pelos animais e como tratá-los com os florais de Bach.

Quais as situações mais comuns que você encontra nos atendimentos com os animais?

O medo é a primeira emoção que muitos animais apresentam e que, posteriormente, podem levar a problemas de conduta, especialmente em animais que sofreram abandono, que apresentam uma socialização canina muito pobre ou nula, ou os que viveram uma situação traumática.

Também não podemos nos esquecer de que o ser humano tem realizado manipulação genética para criar raças específicas com objetivos concretos, desencadeando, algumas vezes, condutas desproporcionais do animal frente a determinados estímulos. Portanto, as situações mais comuns que encontro, provocadas por tudo isso, são as condutas agressivas, a fobia (medo intensos), e a ansiedade pela separação ou problemas relacionados à separação e ao apego exagerado.

O que significa a socialização canina?

A socialização canina é o período mais importante para os cães do ponto de vista de comportamento, já que ele condicionará sua maneira de agir na fase adulta. O período de socialização de um cão vai da 3ª. à 12ª. semana. Nos gatos, esse período vai da 2ª. à 8ª. semana. Neste período ele aprenderá a se relacionar com as pessoas, com outros cães, com barulhos, etc.

Os florais de Bach também podem ser utilizados para tratar os problemas físicos dos animais?

Sim, podemos tratar uma ferida ou um problema de pele ocasionado por um problema emocional. Existe uma vasta experiência nas  aplicações tópicas das essências florais de Bach e um grande número de casos foi tratado com sucesso. A pele e o Sistema Nervoso Central têm a mesma origem embrionária. Portanto, compartilham processos bioquímicos. Isto explica porque a pele é um órgão que pode ser afetado por transtornos neurológicos e psíquicos e, portanto, por emoções como o medo, a ansiedade, a ira, etc. A pele é um espelho do que ocorre em nosso interior. É o órgão excretor mais importante… Muitas patologias, como as dermatites atópicas, geralmente estão associadas a transtornos de ansiedade. As dermatopatias como as piodermatites, as atopias, etc. têm origem nos estados emocionais em desequilíbrio.

Todos os animais podem se beneficiar dos florais de Bach?

Sim. Nos cursos que eu ministro, eu apresento o meu trabalho feito principalmente em cães e gatos, mas também explico casos de cavalos, burros, chimpanzés e coelhos. Em suma, e parafraseando o Dr. Bach, todos os seres vivos podem se beneficiar dos florais, sejam eles humano, animal ou vegetal.

Os florais para pets são os mesmos usados pelas pessoas?

Sim. Mas temos que ter em mente que não podemos fazer uma interpretação antropomórfica extrapolando as definições dos florais de Bach para o mundo animal. Às vezes, falamos de um problema de conduta em um animal, usando referências humanas. Por exemplo: ‘eu dou Agrimony para que ele fique bem-humorado’, ou ‘ele faz isso para me irritar e eu dou o Holly’, ou ‘dou o Pine porque quando o castigo ele se sente culpado’…

O conhaque usado como conservante no estoque concentrado quando diluído em água causa algum efeito colateral aos animais?

Até o momento eu nunca vi nenhum caso de efeito colateral em decorrência do conhaque.

Quais as diferentes formas de se ministrar os florais de Bach nos animais?

A administração direta, a indireta e as fórmulas. A aplicação direta é a aplicação oral, mais comum e efetiva. Do frasco de tratamento pingamos 4 gotas numa colher e damos ao animal. Para quem não conhece, o frasco de tratamento é o frasco âmbar com conta-gotas, preparado com água e 2 gotas de cada essência escolhida do frasco de estoque concentrado. Em casos de animais que sofreram maus tratos a duração do tratamento deve ser de, no mínimo, 6 meses.

A aplicação indireta consiste em adicionar de 15 a 20 gotas do frasco de tratamento no bebedouro do animal. Caso o volume do bebedouro seja superior a 500 ml, então deve-se utilizar as essências do frasco de estoque concentrado. A partir de 500 ml adicionaremos 5 gotas de cada essência escolhida do frasco de estoque. A partir de 3 litros, adicionaremos 8 gotas e a partir de 10 litros, acrescentamos 15 gotas de cada essência do frasco de estoque.

Pode-se combinar os dois tipos de aplicação. Há situações onde, para o tutor, é impossível administrar as 4 gotas 4 vezes durante o dia. Nesse caso, recomendo combinar a aplicação direta com a aplicação indireta, ou seja, o tutor administra a primeira dose antes de sair de casa e as duas últimas quando retorna ao fim do dia. É preferível que o animal receba seis doses diárias, ainda que os intervalos entre elas não sejam similares, a deixar de ministrar as 4 doses recomendadas.

A preparação de fórmulas se utiliza em fazendas, instituições de proteção a animais abandonados e em casas onde vivem vários animais.

Quais são os casos em que você indica o composto emergencial de cinco flores de Bach, o Five Flower?

Eu utilizo o composto emergencial em situações pontuais. Essa fórmula diminui o estresse que os animais podem apresentar frente a qualquer situação pontual: visitas ao veterinário, cirurgias (antes e depois), mudança de casa, reações de pânico com fogos de artifício, viagens em meios de transporte, etc.

Quero reforçar que o composto emergencial não é um tratamento de base. Ele não trata o temperamento do animal, apenas o estabiliza frente a uma situação pontual de estresse.

São necessárias outras essências para trabalhar seu temperamento e seu caráter, seu estado e situações que tenham gerado, ou podem gerar, um problema de conduta. Em situações extremas de tortura e maus-tratos é recomendado adicionar ao frasco de tratamento o composto emergencial e as essências Rock Rose (para o terror) e Star of Bethlehem (para o trauma), para lidar com os resíduos pós-traumáticos. Ainda que essas duas essências estejam na fórmula emergencial, acrescentá-las proporciona ao animal informações mais específicas neste caso. Temos observado que ao reforçar o Five Flower com as essências que já fazem parte desse composto emergencial, potencializa a eficácia do problema a tratar.

 

Enric Homedes é terapeuta floral formado como practitioner desde 1999 pelo Instituto Edward Bach Foundation, professor credenciado pela Sedibac (Societat per a l’Estudi i la Difusió de la Teràpia del Dr. Bach de Catalunya) e educador canino e felino. Foi vice-presidente da Sedibac e professor nos cursos de extensão universitária de Bioenergética e Terapia Floral da Universidade Rovira i Virgili de Tarragona e no curso de pós-graduação em Instrução de Unidades Caninas de Trabalho, organizado pela Escola de Prevenció i Seguretat Integral, vinculada à Universidade Autònoma de Barcelona, campus Bellaterra (2010). 

Para o topo