Florais no mundo corporativo

Em busca de uma rotina de trabalho mais
tranquila, empresários e funcionários de grandes
corporações se tornam adeptos dos florais

Há um ano e meio, a naturóloga Marcelle Machado vem tendo a oportunidade de conhecer melhor os desafios que os funcionários de uma empresa de call center enfrentam ao trabalhar com o atendimento ao consumidor.

“A humilhação está sempre presente nos relatos. Eles dizem receber ofensas e palavras de baixo calão, já que muitos clientes não compreendem as etapas dos protocolos a serem cumpridas”,

conta ela. Proprietária da Provence Consultoria & Produtos, que oferece terapias integrativas e complementares, Marcelle foi contratada para levar o Programa Provence Bem-Estar na Sua Empresa para a ATENTO, especialista em call center, em São Paulo – terceirizada pela fabricante de equipamentos eletrônicos Samsung. “Oferecemos atendimentos individuais de dez minutos aos colaboradores, no próprio local de trabalho, com a
naturologia. No menu de serviços estão massoterapia, fitoterapia, aromaterapia, auriculoterapia e terapia floral”, diz ela, que com sua equipe realiza cerca de 70 atendimentos semanalmente.
Segundo a naturóloga, de 20 a 30%, ou seja, de 14 a 21 atendimentos, são de pessoas que optaram pela terapia floral.

“As essências florais de Bach mais utilizadas são Gorse, Oak e Cherry Plum, devido às exigências do trabalho de manter uma constante cordialidade nos atendimentos, plena atenção operacional, pois passam o dia todo recebendo ligações e realizando processos, e manter a calma diante das queixas do consumidor”, explica.

A analista de RH da empresa, Débora Gonçalves, que auxilia as tratativas de
departamento pessoal, recrutamento, seleção e atendimento relacionado a pessoas, é uma das funcionárias que há sete meses vêm se tratando com a equipe da Provence Consultoria & Produtos. No começo, Débora procurou pelos florais que a ajudassem a curar a ansiedade devido à pressão de uma rotina sempre corrida e com muitas demandas. Depois, passou a tomar florais que agissem nas causas das suas dores de cabeça.

“Posso dizer com propriedade que com a ajuda da terapia floral me sinto mais tranquila, minhas dores de cabeça diminuíram, durmo melhor e consigo administrar com mais cautela e mais felicidade o meu dia a dia, tanto no ambiente de trabalho como na vida pessoal”,

fala Débora, que, além dos florais, recebe atendimentos de massagens faciais, corporais, nas mãos e auriculoterapia.

“Passei a indicar o uso das essências aos meus colegas de trabalho que precisam manter a serenidade e também para atender suas necessidades pessoais.”

Para Sandra Epstein, criadora do sistema de essências florais da Mata Atlântica, Ararêtama Essências Naturais, a terapia floral, usada de forma oral, em cosméticos ou em borrifadores ambientais, é uma preciosa interface de integração entre alguns elementos da personalidade que
estão desconexos.

“Ela propicia a sinergia dos três centros de expressão: instintivo, emocional e intelectual. Isso aumenta a performance da felicidade no cotidiano, amplia o campo da percepção sobre os acontecimentos e sentimentos internos e ajuda a desenvolver maior flexibilidade para lidar com as situações. Essa é uma condição básica para experienciarmos a vida e toda a sua riqueza”,

explica. Consultora da agência Trend-I, que desenvolve projetos na interface digital, Sandra criou algumas combinações de essências florais para os diretores da empresa ingerirem e outras para serem usadas em borrifadores de ambientes.

Como a terapia floral vem acumulando cada vez mais adeptos no universo corporativo, há dois anos Sandra foi procurada pelo empresário e comunicador Sergio Waib (veja abaixo) para tratar de estresse e ter maior flexibilidade na sua rotina. “Iniciamos uma proposta de coaching alinhada ao que considero a trilogia do sucesso: talento, paixão e missão de vida. E ele passou a tomar os florais apropriados. As grandes mudanças que percebi na sua forma de viver foram a abertura do campo de percepção, ações mais equilibradas, humor estável e clareza sobre sua missão de vida”, conta ela. Que os florais no mundo corporativo sejam cada vez mais bem-vindos!

Segurança, clareza e tranquilidade. Veja como os florais mudaram a vida do empresário e apresentador Sergio Waib

“Tenho um cotidiano repleto de exigências e prazos. Há dois anos, um amigo percebeu a minha ansiedade e irritação e me sugeriu conversar com a Sandra Epstein, criadora do sistema de essências florais Ararêtama Essências Naturais.
Com as indicações dela, comecei a tomar os florais, tomo até hoje e não pretendo parar. Tudo mudou na minha vida, nos três cenários: emocional, mental e físico. Fazendo uma analogia, eu vivia em um labirinto, inseguro, ansioso, desconfortável.
E os florais me fizeram enxergar tudo de cima. As coisas ficaram mais claras e fáceis, refletindo uma grande melhora na minha vida e
na forma como eu convivo com as pessoas”, Sergio Waib, empresário e apresentador dos programas Giro Business (Band News), Além do Mais (TV Gazeta) e Por um Brasil Melhor (Rádio Alpha).

Florais e óleos essenciais para o ambiente de trabalho

Foco e produtividade:

Clematis: traz foco e concentração.

Larch: para ter autoconfiança.

Óleo essencial de Menta (Mentha piperita): mantém a mente alerta.

Controle do estresse

Olive: restaura as energias e alivia o cansaço.

Impatiens: para ter paciência e ser tolerante
com o ritmo do outro.

Óleo essencial de Lavanda (Lavandula officinalis): produz um efeito calmante.

Florais da Mata Atlântica – Sistema Ararêtama:

Suri: para se comunicar de forma clara.

Marupiara: promove a visão global, a intuição e o sentido da coletividade.

Moara: dissolve padrões rígidos de comportamento e acalma a mente.

Ararybá: organiza o pensamento e traz inspiração.

Cajá: promove a ação.

Indicados pela psicóloga e terapeuta floral
Marcia Fernandes e por Sandra Epstein, criadora do sistema de essências florais da Mata Atlântica, Ararêtama Essências Naturais.

Contatos: Marcelle Machado – www.provencebemestar.com
Sandra Epstein – www.araretama.com.br
Sergio Waib – www.sergiowaib.com.br

Gostou desse artigo? Se quiser receber por email a 2a. edição da revista Essência Healing, clique aqui.



Para o topo