Todos os sentimentos têm seu lugar

Os florais nos ajudam a reconhecer e a recepcionar nossas emoções sem julgamentos, compreendendo que cada uma delas está a serviço do nosso crescimento.

Você já reparou quantas emoções podem nos visitar ao longo de um dia ou até mesmo num único momento? A raiva se embola com a tristeza e com a culpa; o arrependimento se funde com a apatia e desemboca na autopiedade; um jorro de alegria se intromete no meio disso tudo, porque o riso tem o poder de desmanchar defesas. O nosso desafio como seres humanos, passíveis desse sentir sem tamanho e multifacetado, é aprender a recepcionar todas as emoções que afloram em nós sem julgamentos e com sabedoria. E os Florais de Bach não poderiam ser mais apropriados para nos guiar pela imensidão da alma. Entenda melhor o que são os florais de Bach.

Reconhecer a magnitude dessa paisagem interior como o traço que nos caracteriza é um belo começo para nos familiarizarmos com a nossa complexidade. Como orienta o Dr. Bach, o passo seguinte é acolher o que chega, tenha o rosto que tiver, jamais negar sua existência.

 “Todos os sentimentos fazem parte de quem somos e de nossos aprendizados. A doença, inclusive, é de grande ajuda, pois ela vem para nos mostrar alguma emoção que nos havia passado despercebida”, pondera a terapeuta floral Janaína Maurell Gomes. Como ela lembra, os florais nos auxiliam a transformar nossas falhas em virtudes. Mas, para que isso aconteça, precisamos nos conhecer em todos os aspectos, com todas as emoções.

Aprendemos a julgar e a rotular os sentimentos

No instante em que nos abrimos para essa possibilidade, nos deparamos com uma porção de crenças introjetadas ao longo de uma vida. Mensagens vindas da família, da escola e das instituições sociais que nos pareceram inquestionáveis na ocasião. “Aprendemos desde criança que sentir raiva é feio, que chorar em público não é bem visto, que devemos ser ‘bonzinhos’ e não incomodar os outros com nossos sentimentos ‘negativos’”, aponta Janaína.

Foi assim que passamos a taxar nossas emoções como certas ou erradas. Bonitas ou feias. Aceitáveis ou desprezíveis. “Fico pensando se existem de fato emoções negativas, pois elas fazem parte de nós, da nossa alma. E precisamos de cada uma delas para o nosso crescimento”, observa a terapeuta.

Quanto mais rigorosa tiver sido a nossa educação, mais severo será o julgamento em relação a nós mesmos. Acreditamos na voz do algoz interior e nos cobramos condutas perfeitas e idealizadas, o que só aumenta o nosso sofrimento. Pense quão dura é a autoexigência desmedida, uma vez que nossa alma anseia por gentileza e autocompaixão, principalmente, quando as coisas ficam difíceis.

Vivemos numa sociedade que enaltece a aparência em detrimento da essência. Mais vale parecer ser do que ser de fato o que se é. E, sejamos francos, trata-se de uma fachada fora do esquadro humano, por isso tantas pessoas adoecerem na tentativa de corresponder a esse padrão pasteurizado.

“Já somos perfeitos se formos simplesmente quem nascemos para ser, mas a interferência da sociedade acaba, muitas vezes, sufocando e moldando nossa verdadeira personalidade”, analisa Janaína.

Os florais harmonizam as sombras e as luzes da alma

Se a vida contemporânea está voltada, em larga medida, para o externo e pouco para o que realmente importa, nosso interior, nossos sentimentos, nada como um período turbulento para nos colocar em contato com nossa realidade íntima e, tantas vezes, desconhecida.

O ensinamento-chave dos florais de Bach é nos fazer compreender com delicadeza e naturalidade que onde existe sombra também existe luz; onde há medo também há coragem. E assim por diante. “Todas as emoções possuem dois lados e os florais despertam a virtude contrária à emoção considerada ‘negativa’, nos mostrando que sempre existe os dois lados dentro de cada um de nós”, reforça a terapeuta. Saiba por que é fundamental integrarmos a nossa sombra.

Além de clarear nosso mundo interno, revelando cada cantinho do nosso ser, os forais também nos fazem perceber que existem diferentes maneiras de olhar para as situações e se posicionar perante elas. Em momentos críticos, em que desconfortos se emaranham e conflitos sobrepostos abalam nosso emocional, o cuidado ofertado pelos florais reaviva o elo com nossas partes saudáveis e luminosas. Aquelas facetas que nos abastecem com força e discernimento; benevolência e esperança, entre tantas outras virtudes que nos amparam em nossa jornada e nos levam além do que imaginávamos ser capazes.

“Vejo os florais como um grande presente que Dr. Bach nos deixou, pois nos ajudam imensamente nos momentos de crise. Nos trazem o equilíbrio necessário para atravessarmos os maiores desafios com mais lucidez e tranquilidade”, salienta Janaína.

Conheça algumas essências florais que podem nos ajudar a recepcionar nossas emoções sem tanto julgamento:

Holly: para a aceitação, desenvolver o amor, inclusive, o amor próprio;

Pine: para não sentir culpa, pois este é um dos sentimentos que mais consome o ser humano;

Larch: para fortalecer a autoconfiança;

Rock Rose: para não entrar no medo coletivo.

Quer saber mais? Aprenda a observar, receber e sentir as informações dos florais de Bach.

Janaína Maurell Gomes

Farmacêutica formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 2000.

Terapeuta Floral atuando com florais de Bach, Saint Germain, Califórnia, Alaska, Bush, Deserto do Arizona e Filhas de Gaia há 15 anos.

Facilitadora nos cursos Aprenda a Usar os Florais de Bach e também do sistema Saint Germain.

Contatos

Whatsapp: (48) 99982-3477
E-mail: janafloral@gmail.com
Instagram: @jana_florais

tags
Para o topo