Como são preparados os florais de Bach

Os florais de Bach são essências extremamente diluídas, preparadas a partir de plantas silvestres, e não possuem princípios ativos. O Dr. Bach criou dois métodos diferentes para prepara-los: o método solar e o método de fervura.

No primeiro, o método solar, as flores são colocadas numa vasilha com água de nascente. O dia tem que estar perfeitamente claro, sem nuvens. O preparo ocorre próximo de onde as flores foram colhidas e nas primeiras horas da manhã.

A vasilha com água e flores ficará sob a luz do sol por algumas horas e a essência estará pronta quando a água apresentar bolhas de ar e mostrar um aspecto iluminado.

Esta água é filtrada e a ela é acrescentada a mesma quantidade de conhaque, que atua como conservante. Essa é a essência-mãe, a matriz daquele floral.

Para se preparar a essência estoque (concentrado), que é a que usamos para consumo, enche-se um frasco (de 10 ou 30ml) com conhaque, que é usado como conservante, e pingam-se apenas 2 gotas da essência-mãe (6 gotas no caso do frasco de 30ml).

Das 38 essências florais de Bach, 20 são preparadas por este método.

As demais são preparadas pelo método de fervura: coloca-se numa panela água de nascente e partes da planta para que fervam por um determinado tempo. Coa-se o líquido, e, depois de frio, acrescenta-se o conhaque (conservante).

O preparo do frasco de estoque (o concentrado que consumimos) é o mesmo que o descrito para o método solar.

Portanto, independente do método de preparo, os florais de Bach são muito diluídos. Eles contêm a informação da planta. E é esta informação que vai nos ajudar a mudar padrões e a despertar novas maneiras de lidar com a vida.

A partir da essência-mão, prepara-se o frasco de estoque, que é o produto comercializado. Para prepará-lo, basta preencher um frasco de 10 ml com conhaque (que atua como conservante) e pingar duas gotas da essência-mãe. É a partir desse frasco que se prepara o frasco de tratamento, aquele que compramos nas farmácias.

Como você pode ver, os florais são extremamente diluídos. Por isso, dizemos que eles devem ser considerados como informações e o que interessa é a qualidade e não a quantidade.

Quer saber mais?

Na videoaula Diluição das essências florais, gravada por Julian Barnard especialmente para nossos cursos, ele aborda a diluição correta das essências, tendo como base os escritos deixados pelo Dr. Bach e pela sua assistente e biógrafa Nora Weeks. Assista e aprenda:

Para o topo