Healing, 14 anos: O que esperar do setênio da adolescência?

Para celebrar o aniversário da Healing, buscamos o olhar da Antroposofia sobre a arte de crescer, desenvolver potenciais e expandir com consciência.

Somos protagonistas da nossa própria história. Não sabemos o que vamos encontrar pelo caminho, porém, uma coisa é certa, podemos escolher nos lapidar. A cada ciclo de sete anos, temos pela frente potenciais a serem amadurecidos e aprendizados que permitem à alma se expandir no rastro de uma consciência mais íntima de si mesma. Assim nos diz a Antroposofia, doutrina filosófica fundada pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner.

Com respeito e admiração por este saber, direcionamos a lente antroposófica, que considera o humano com seu corpo, alma e espírito, para a trajetória da Healing, que completa 14 anos em 2020. Como a teoria dos setênios se aplica à caminhada de uma empresa comprometida com a saúde integral? O que ela revela sobre o que se construiu até aqui e o que está por vir?

Bom, é justamente isso que tentamos esboçar numa conversa com a aconselhadora biográfica e terapeuta floral Eliana Leite Praça. Nada como celebrar aniversário refletindo sobre a própria história e os sonhos que nos puxam para o futuro, não é mesmo?

Os setênios e o autoconhecimento

De acordo com a Antroposofia, a cada setênio ocorre o amadurecimento do corpo físico, do corpo etérico, do corpo astral e do eu com base em leis arquetípicas que regem o desenvolvimento humano. Vale muito estudar o desenrolar da nossa biografia, pois esse processo nos guarnece de material para trabalharmos as transformações que queremos concretizar em nossas vidas.

“Quando o indivíduo coloca sua biografia na linha do tempo, consegue visualizar a maneira como vai agindo no mundo e isso facilita o processo de ressignificação da própria história. Ele pode, então, tomar sua vida nas próprias mãos a partir do momento em que compreende as leis do desenvolvimento”, afirma Eliana.

Mas, ela salienta, há que se ter paciência para amadurecer, para que nossas habilidades se tornem capacidades e para que as fases da vida se desenrolem de forma harmoniosa.

Três grandes ciclos da biografia humana

0-21 anos: A preparação para a vida

Abrange três setênios: 0-7 anos; 7-14 anos; 14-21 anos.

Esse período é marcado por grandes modificações biológicas e fisiológicas. É a fase do crescimento físico e de grandes aprendizagens. Aprendemos a partir da luta que vemos nos adultos. Nós recebemos e precisamos de uma terra fértil para poder nos desenvolver adequada mente. É a fase da primavera, tempo de germinar.

21 a 42 anos: Etapas do desenvolvimento anímico. Tornar-se homem. Tornar-se mulher.

Abrange três setênios: 21-28 anos; 28-35 anos; 35-42 anos.

Nesse período, muitas coisas do passado são retomadas e elaboradas. A força do eu fica, em parte, liberada para atuar numa atividade de consciência. O eu nasce para o mundo para poder lidar com tudo aquilo que aprendeu até ali a partir da própria individualidade. É o verão da vida, pico de vitalidade que sustenta a expansão.

42 a 63 anos: A realização da vida

Abrange três setênios: 42-49 anos; 49-56 anos; 56-63 anos

Fase do desenvolvimento espiritual. Agora é a contribuição para o todo, para a humanidade que está em questão. É preciso ter clareza do que se pode realizar dali pra frente. As forças vitais estão em declínio, porém a consciência se amplia. Portanto é preciso conhecer os próprios limites, avaliar o que ainda se quer oferecer ao mundo e fazer grandes escolhas. Trata-se do outono da vida.

Dos 63 anos em diante, buscamos com mais intensidade a essência. É o inverno da existência, quando esperamos uma nova primavera.

Conheça o curso Terapia Floral nas Fases da Vida, que associa o olhar da Antroposofia aos florais. https://healing.com.br/loja/cursos/terapia-floral-nas-fases-da-vida

O que revela o ciclo primário da vida?

A base de todo desenvolvimento humano está nos três primeiros setênios. São etapas cruciais para o que irá se manifestar adiante na vida humana. “No primeiro setênio, formamos o corpo físico. É o ponto de partida, pois precisamos de uma estrutura adequada para que possamos fazer o nosso caminho pelo mundo. É também a fase de maior aprendizado que requer um ambiente amoroso, persistência e espaço para se adquirir a confiança básica”, afirma Eliana.

No setênio dos 7 aos 14 anos deixamos o ambiente protegido da casa e vamos para a escola, onde nos deparamos com os primeiros desafios e conhecemos normas e limites. Aprendemos a ler e a escrever. Por tabela, aprendemos a ler o que o mundo nos traz. Há a troca com o externo. “Vivenciamos a beleza do mundo e trabalhamos muito o lado emocional. A criança dos 7 aos 14 anos é como se fosse um poeta, por isso quem cuida dessa criança precisa cultivar o poeta que a habita”, orienta a terapeuta.

O ciclo dos 14 aos 21 anos – que será trilhado pela Healing em seu devir – marca a entrada na adolescência. É quando mais genuinamente estamos ligados aos nossos ideais. “É uma fase de muito questionamento em relação àquilo que seremos, em relação à vida, temos a sensação de que podemos transformar o mundo. Nesse sentido a adolescência tem uma força muito grande, a força do ideal que vive dentro de todo jovem. É uma força de ação”, define Eliana.

Healing e seus 14 anos de existência

“Primeiro a Healing formou e estruturou seu corpo físico, construindo a própria casa, percebendo a si mesma e o mundo, depois trouxe ritmo e beleza para este organismo, entrelaçando os valores da empresa com as demandas externas, e agora esse ideal está sendo colocado no mundo”, encadeia a aconselhadora biográfica.

Essa analogia pode ser feita porque, segundo a terapeuta, a empresa é uma entidade viva, possui as mesmas características que os seres humanos e passa por fases arquetípicas de desenvolvimento, ou seja, também tem uma biografia. Logo o conhecimento dessa realidade mais profunda favorece o desenvolvimento tanto da organização como das pessoas que ali trabalham.

“As empresas espelham as virtudes de seus colaboradores, como a inovação, a ética, a comunicação, a criatividade. E, como todo ser vivo, têm seus pensamentos, sentimentos e ações, bem como a possibilidade de crescer, se desenvolver e realizar seus potenciais”, explica Eliana.

Toda empresa nasce de um sonho e carrega em sua semente aquilo que virá a ser. A cada setênio oportunidades se abrem como portais, nos convidando a confiar na travessia. São oportunidades para aprender, para mudar, para se reinventar conforme os desígnios da alma daquela organização.

Ao completar 14 anos, a Healing adentra um novo e potente setênio. Nesse ciclo com ares de adolescência se intensifica a busca por si mesma e a vontade de transformar o mundo. “O jovem vê nascer uma identidade, se torna responsável pelo seu destino e tem uma imagem muito forte daquilo que é o ideal para o mundo. Além disso, se torna maduro e pode procriar”, detalha a terapeuta.

O terceiro setênio, portanto, traz todas as condições para a Healing tomar a vida nas próprias mãos, com uma identidade clara e compromisso com o próprio caminhar e com os outros. Mais fortemente ligada à sua missão e com plena vitalidade para materializar seus ideais, ela tem a fertilidade a seu favor para continuar semeando a saúde integral, o autocuidado, o bem-estar e o autoconhecimento. Vida longa à Healing!

Para saber mais sobre a Antroposofia, leia a entrevista com a Dra. Gudrun Burkhard, precursora da Medicina Antroposófica no Brasil.

Eliana Leite Praça
Aconselhadora biográfica, terapeuta floral e fonoaudióloga.
Docente da Eleb, escola livre de estudos antroposóficos de São Paulo.
Facilitadora do curso de florais Healing Herbs.
Criadora do workshop: História de vida por meio das plantas.

Contato
(11) 99211-5293

Para o topo