A filosofia de Bach: um convite ao protagonismo

O legado deixado pelo Dr. Bach vai muito além das 38 essências descobertas por ele. A base teórica de seu trabalho, simples e ao mesmo tempo profunda, é o alicerce das transformações que nos levam a uma vida mais saudável.

Uma mala de sapatos e uma ideia na cabeça: dizem que quando o Dr. Bach abandonou seu trabalho em Londres, na década de 1930, levou consigo uma mala que acreditava ser de instrumentos que utilizava em seu laboratório. Quando chegou ao seu novo destino, descobriu que havia pego a mala errada e carregava, na verdade, sapatos. No fim, eles eram mais necessários naquele momento: sapatos para explorar os campos ingleses e buscar as plantas para o seu novo sistema de cuidados. Os instrumentos não seriam necessário, pois ele criaria novos métodos de preparo das essências.

O Dr. Bach não estava muito certo do que iria encontrar. Isso fica claro quando lemos a sua jornada de descobertas. O livro Coletânea de Escritos de Edward Bach reúne os textos, livros, cartas e palestras de Bach. O conteúdo da obra mostra como ele foi construindo o conhecimento e que o processo não foi linear, ou seja, algumas vezes, ele abandona conceitos, refaz um pensamento…

Mas uma coisa é certa: ele buscava uma maneira de aliviar o sofrimento humano e fazia isso por amor. Palavras como compaixão, amor, bondade, confiança, alegria, coragem estão muito presentes nos seus textos.

Olha que inspirador:

Se nós desenvolvermos suficientemente a qualidade de nos entregarmos ao amor e ao cuidado direcionados àqueles que estão ao nosso redor, alegrando-nos com a gloriosa aventura de alcançar o conhecimento e ajudar aos outros, nossas tristezas e sofrimentos pessoais logo cessarão. Este é o grande objetivo final: a perda de nossos próprios interesses no serviço da humanidade.

Além dessa postura amorosa em seus escritos, há ideias que permeiam todo o seu material. Veja aqui algumas que selecionamos para que você possa refletir a respeito:

  • Para ele, é necessário tratar a pessoa e não a doença (ideia herdada da homeopatia):

Mais uma vez, que fique claro, esteja a pessoa não muito bem ou tentando evitar uma doença, seja esta de curta ou longa duração, o princípio é sempre o mesmo: trate o paciente; trate-o de acordo com seu estado de espírito, com sua personalidade, sua individualidade, e você não errará.

  • A doença, como a conhecemos, é o último estágio de algo mais profundo, que iniciou muito antes de se manifestar no corpo.

A doença do corpo, como a conhecemos, é o resultado, o produto final, o último estágio de algo muito mais profundo. A doença se origina acima do plano físico, mais próximo do mental. É o resultado de um conflito entre o nosso Eu espiritual e nosso Eu mortal. Então, enquanto estes dois Eus estiverem em harmonia, teremos perfeita saúde; porém, uma vez que há discórdia, ocorre o que conhecemos como doença.

  • Transformar falhas como medo, apatia, raiva, orgulho, crueldade… (que para ele eram as verdadeiras doenças), em virtudes era o caminho para uma vida mais saudável.

As doenças principais do homem são falhas como o orgulho, a crueldade, o ódio, o egoísmo, a ignorância, a instabilidade e a ambição. E se considerarmos cada uma delas, veremos que são contrárias à Unidade.

E mais adiante ele completa:

A prevenção e a cura da doença podem ser encontradas por meio da descoberta do que está errado dentro de nós mesmos e pela erradicação desta falha através do sincero desenvolvimento da virtude que a destruirá; não pelo combate ao erro, mas por trazer à tona esta virtude em quantidade tal que elimine o erro de nossas naturezas.

Para Bach, muitas das doenças podem ser curadas com remédios que estão dentro e não fora de nós. Olha a dica:

Na verdade, o ódio pode ser dominado por um ódio ainda maior, mas apenas pode ser curado pelo amor; a crueldade pode ser evitada por meio de uma crueldade ainda maior, mas só será eliminada quando a compaixão e a pena forem desenvolvidas; um medo pode ser esquecido na presença de um medo ainda maior, mas a verdadeira cura de todos os medos é a coragem perfeita.

  • Seguir os ditames da alma e estar alinhado ao propósito de vida é uma condição fundamental para a saúde. Essa é uma ideia muito importante para Bach e aparece com frequência. Confira algumas citações dele a esse respeito:

Quando permitimos a interferência de outras pessoas, deixamos de ouvir os ditames de nossa alma, o que traz desarmonia e doença.

Se apenas ouvirmos e obedecermos aos nossos desejos, sem sermos influenciados por qualquer outra personalidade, seremos sempre levados corretamente; nós sempre seremos guiados, não apenas ao longo do caminho que nos levará ao nosso próprio progresso e perfeição, mas também tornando nossas vidas mais úteis aos outros.

Nossas almas nos guiarão, se lhes dermos ouvidos, em todas as circunstâncias, todas as dificuldades; e a mente e o corpo assim guiados passarão pela vida irradiando felicidade e perfeita saúde, livres de todas as preocupações e responsabilidades, como uma criança confiante.

São ideias interessantes, especialmente se pensarmos que foram escritas há quase cem anos atrás, não é?

O Dr. Bach sempre acreditou na capacidade que temos de amar e atuar no mundo com nossas qualidades e sabia que esse era o caminho para a saúde:

Todo sorriso doce, todo pensamento gentil, toda ação feita com amor, simpatia ou compaixão pelos outros provam que existe algo maior dentro de nós, que não podemos enxergar: que todos carregamos dentro de nós uma Chama do Divino; que dentro de nós reside um Princípio Vital e Imortal.

E ainda…

…chegamos aqui com nossa obra particular já realizada; com o privilégio de saber que todas as nossas batalhas estão ganhas antes de lutarmos; que a vitória, antes mesmo de testá-la, é absolutamente certa, porque sabemos que somos filhos do Criador e, como tais, somos Divinos, inconquistáveis e invencíveis.

É um super incentivo, não é?

E para arrematar…

Por fim, não tenhamos medo de mergulhar na vida. Estamos aqui para adquirir experiência e conhecimento, e aprenderemos pouco se não enfrentarmos a realidade e não dermos o máximo de nós mesmos. Esta experiência pode ser adquirida em qualquer lugar, e as verdades da natureza e da humanidade podem ser efetivamente conquistadas em uma pequena casa de campo ou em meio ao ruído à agitação de uma cidade grande.

A videoaula abaixo, retirada do curso Master em Terapia Floral, fala com mais detalhes sobre a filosofia do Dr. Bach e traz o contexto em que ele estava inserido durante suas descobertas. Assista e veja como a base teórica que ampara o trabalho de Bach pode ser um caminho para que você se torne o protagonista na sua conquista por uma vida mais plena e saudável. 

Para o topo